Como desenhar um morcego em 5 passos simples

Sim, nós sabemos, o verão ainda não acabou mas está oficialmente aberta a época de halloween. A Disneyland em Los Angeles já tem cabeças de abobora em forma de mickey, por isso, nem adianta contestar. Além disso chove para a semana. Portanto, nada como aprender a fazer um morcego e preparar os tempos que aí vêm. Para que o seu morcego não se pareça com um pássaro bizarro, aqui ficam as dicas:

É possível que ache que fazer um morcego seja deveras complicado – mas é mais fácil do que parece. Bem sabemos que é parecido com um rato e um pássaro, mas que não é nem uma coisa nem outra.

As crianças acham que os adultos no geral e os pais em particular são uns verdadeiros heróis, mesmo quando são péssimos em desenho. Se quer impressionar os miúdos lá de casa então há que seguir as dicas de um ilustrador expert, Connor Robinson, no fatherly.com:

Como tudo na vida, quanto mais praticar melhor vai ficar. Vá treinando, vai ver que a dia 31 de outubro vai estar um perito.

Do que vai precisar:

  • Papel, pois claro
  • Lápis
  • Uma borracha (ou duas se teve 2 a EVT)
  • Lápis de cor

Passo 2: A Cabeça e o Corpo

Desenhe um triângulo com linhas curvas. Por debaixo uma espécie de colarinho (vai ver que consegue – é para acentuar as duas formas), terminando com uma circunferência que, como vê, pode muito bem ficar torta – não estamos a desenhar a Sara Sampaio dos morcegos.

Passo 2: As Orelhas, Asas e a Cauda

São um híbrido entre orelhas de gato e orelhas de coelhos. São uma espécie de orelhas de coelho pequenas. Hm… imagine que está a desenhar a chama de uma vela! É mais ou menos isso.

Para as asas desenhe um arco na zona da cabeça, depois vá fazendo curvas por baixo até terminar na parte do corpo. Para finalizar com a cauda é só fazer um pequeno triângulo no fundo do corpo. A boa notícia é que o seu morcego pode ser único e se quiser pode-lhe fazer asas, orelhas ou caudas maiores do que as que vê – pode vir a parecer um trambolho por isso o melhor é não arriscar muito nessa vertente artistica.

Passo 3: A Cara e os dois Pés

Sim, os morcegos têm pés. Não é que ninguém vá deixar de perceber que é um morcego se não os desenhar, mas vá, convém ter algum rigor e dar alguma dignidade ao animal. Já chega de lhe infernizar-mos a vida com a história dos vampiros. É só fazer duas linhas paralelas e um “m” para os dedos. Depois é fazer dois pontos cheios para os olhos, um nariz (outra chama de vela) e uma linha curva para fazer a boca. Não precisa ser muito grande, o pobre coitado já tem preocupações que chegue.

Passo 4: Pêlo e demais linhas

Os morcegos têm pêlo e dedos – é fazer umas linhas nas asas, nas orelhas e no corpo uns rabiscos, desenhando a letra “w” várias vezes.

Passo 5: Acabamentos

Desenhe uns dentes afiados por debaixo do traço que fez para a boca e umas pequenas linhas dentro do nariz e orelhas. Incentive as crianças a dar-lhe vida com umas cores interessantes. Um morcego laranja? Why not??

Fonte: aqui.